HISTÓRIA DO MUNICÍPIO DE LAGO VERDE

No século XX muitos migrantes da seca vieram para o Maranhão, décadas de 40 a 60, registrou-se a entrada de grande quantidade de nordestinos na região do Mearim, que encontraram terras disponíveis e desenvolvendo culturas de arroz e algodão. Com a cultura do arroz houve a valorização das terras, a concentração da produção se organizou nos centros, o que ocasionou a abertura de estradas, uma vez que era necessária a utilização de caminhões através dos caminhos abertos pelos migrantes.

Em 5 de novembro de 1939, chegou o primeiro morador do atual município, o senhor Teodoro Araújo Sobral. Construí moradia, criou Família, prosperou e deu ao lugarejo o nome de Santo Antonio das Laranjeiras. Em 1942 chegou com sua família o Sr. Manoel Gomes, que edificou residência e dedicou-se à agricultura. Daí o lugar passou a se chamar de Centro dos Gomes.
A povoação cresceu muito lentamente, no entanto sua causa é desconhecida; supõe-se, entretanto, que a sua localização, a princípio, fora do eixo de qualquer rodovia principal, tenha contribuído parta isso.

Dessa forma, nessa região os antigos povoados foram dando origem à sede dos atuais municípios tais como Lago Verde, Lago do Junco, Pio XII… E graças ao arroz surgiu em 29 de novembro de 1961 Lago Verde. Nesta data foi aprovada a lei n° 2.157, que levou o povoado Centro dos Gomes à categoria de cidade, tendo sido desmembrado do município de Bacabal e Vitória do Mearim.

O nome de Lago Verde foi dado ao município em razão da existente de um lago na região, com essa denominação.
O Município de Lago Verde está localizado a 03°57`25” Latitude Sul e 44°49´19” Longitude Oeste, a 282 quilômetros de São Luís, distante 15 km da BR-316. Tem como limites os seguintes municípios: Bacabal, Olho d´Água das Cunhãs, Pio XII e Conceição do Lago Açu.
Seu território é banhado pelos rios: Mearim, Ipixuna-açú, Salgado e seus afluentes, seu clima é tropical quente e úmido, com um período chuvoso de seis meses no ano. Os rios e lagos que banham o município geram trabalho e renda a população ribeirinha e tem potencial para o uso da agricultura irrigada, os lagos mais importantes são: Lago da Carnaúba, Lago Grande, Lago da Santa Maria e Lago da Morada Nova.

O relevo é plano com pequenas ondulações, seu solo é agricultável de boa a ótima fertilidade, a agricultura é o ponto mais forte economicamente, embora sejam praticadas no método tradicional (manual), com destaque para as culturas de arroz, milho, feijão e mandioca. O município de Lago Verde tem uma tendência natural para a produção de frutíferas, destacando se a banana (sendo um dos maiores produtores do estado), abacaxi, mamão, maracujá, e manga.

Assim como existem também a vocação para a pecuária, tanto de leite como de corte, com animais de pequeno e médio porte, embora a maioria dos pecuaristas utilize o sistema extensivo. A piscicultura começou a ser explorada há pouco tempo por criadores do município.
O município de Lago Verde com uma população total de 15.412 habitantes (estimativa IBGE/2010) apresenta condições habitacionais precárias e/ou insalubres, tanto na zona urbana quanto na zona rural.
Com base nos dados do Censo Demográfico de 2010 (IBGE) praticamente todos os domicílios do município possuíam energia elétrica. A coleta de lixo atendia 17,8% dos domicílios. Quanto à cobertura da rede de abastecimento de água o acesso estava em 51,8% dos domicílios particulares permanentes e 12,2% das residências dispunham de esgotamento sanitário adequado.